Eu e você.

Se eu não gritar para o mundo o que sinto, me perdoe,
Posso parecer forte, mas sou mais frágil que podes imaginar,
Estou mais confusa que o normal, tomada por medos, inseguranças,
Não é todo dia que um furacão de sentimentos bate a sua porta e diz Oi,

Somos tão  iguais como o vinho e a agua, depois das dez sou a parte com álcool,
Estou perdidamente embriagada por seus risos descontrolados,
Estar com você é com um carro desgovernado, assustador mas empolgante,
Quando penso que o conheço, que sei dos teus atos mais me equivocada estou,

Normal nunca foi o que nos atraiu,
Sentimento incalculável ou seria indescritível,
Somente os loucos entenderia, é algo admirável,
Contigo o tempo voa, e sou apenas eu,
Você pode imaginar a demência que é voar sem tirar os pés do chão..
Não conseguiria resumir o que somos, mas sei que vai além de paixão.

Você.

Antes de meus olhos te notarem meu coração já o escolhia,
Tão instantâneo e profundo foi nosso primeiro olhar,
Meu coração destruído e a ultima coisa que queria era pensar em amar,
Mas vai entender a alma, foi inevitável quando vi já estava suspirar,

Teus olhos tem um jeito único de dizer que sou especial,
Quando sorri meu mundo literalmente flutua,
Ao teu lado me sinto viva, me sinto leve, apaixonada?
Teu perfume meche profundamente com meus sentidos,
Somos uma combinação talvez perigosa, porque ao teu lado não a limite.

Se tivesse que escolher:
Uma beleza seu sorriso,
um lugar seria seus braços,
Uma morada seu coração,
Um AMOR exoticamente infinitamente seria você.

 

Sentimentos.

Há sentimentos que não se explica apenas acontecem,
Tantas escolhas para um único destino, a felicidade,
Mas são tantas incertezas, e abismo entre linhas, ate lá,
Antes de um grande amor, surge tantos desamores,
E dores e espinhos são inevitáveis e ate incuráveis.

E pode ate evitar mas se envolver é inevitável,
Seja amor ou apenas paixão, sempre deixara algo,
Lembranças, magoas talvez do que foi ou poderia ser,
A cada enamoro  que se passa aprendemos infinitamente mais,
O tempo é o melhor conselheiro, e as vezes a solidão a melhor escolha.

O solitário nem sempre é infeliz ou mal amado,
Deixa de questionar o porque Eu,
Mas muda-se o foco, muda-se as paixões e a forma de visionar,
Não anseia o alcançável, apenas descomplica o complicado ou o abandona de vez,
Surge o amor próprio, e não esperar, e nem depositar o que se é precioso a vãs pessoas.

De tanto amar aprende os desamores,
De tanto se julgar e culpar aprende apenas aceitar,
De tanto buscar descobre a verdadeira essência do amar.
Descobre que nem sempre ser solitário é estar só.

 

Fantasma

Na fragilidade da alma pode se achar dor contante, e um amor de relance,
O gosto amargo de  escolhas imaturas, de amores incompreendidos,
Uma vasta bagagem de dor, lamentos, feridas abertas e muitos aprendizados,
E a caminhada necessária, roupas e coração gastos e banalizados,
Olhar para trás não esta nos planos, e o mais sábio é bater a poeira e partir,

Há uma constante  certeza que para sempre vais me assombrar,
Te dei meu coração, e ganhei noites de insônia, solidão,
Uso a razão para compreender o incompreendido e quem sabe me libertar,
Cegamente não vi suas intenções, apenas me entreguei a paixão.
Mas em meio a insanidade a luz, a esperanças…

 

 

Surpresas.

A vida tem um tom cômico se não fosse tao irônico.
Nos prega peças, nos prega de surpreso nos pega desapercebidos.
Quando não se espera ela te oferece o que se tem de melhor.
Eu não saberia explicar, ou passaria a vida tentando descrever.
São tantos sentimentos adversos e ate mesmo perversos.

Só por diversão ela te joga no chão te faz confusão,
Mas cada adversidade é um presente da vida para crescer,
Depois de tantas dores ou aprende a racionalizar ou viver de ilusão;
Vai aprendendo a se valorizar, e as desilusões não mata é para fortalecer.

Mas entre tantos desamores, solidão e feridas existe sempre um começo.
O medo é latente, a vida dura, e a felicidade desconheço,
Mas a vida presenteia  quem coragem e é valente,
Tudo é difícil e grande são os obstáculos mas ajuda na estrutura,
Apenas os valente encontra o real sentido da vida e da alegria.

Hoje me surpreendo com você, tão irreverente mas presente,
Esqueço o choro e lembro dos risos, parece incoerente,
Mas o sol vem para todos, um dia a vida te surpreende,
E afinal surpresas são boas, atraente e tão inteligentes.
Isso não é algo isolado mas se torna pessoal entre a gente.

Hóspede.

Inocentemente se achegou e pediu para pousar,
Não fez promessas, não seduziu apenas disse que sabia amar,
Sem olhares altivos dono de um coração valente,
Passivo em um vida errante, simples mais tão elegante.

Se convém pousar? Não lhe dei garantias apenas duvidas,
As lacunas das vida são para ser desvendas,
Era arriscado mas queria viver intensamente,
Minha tolice, meu engano, acreditei infelizmente.

Me impressionou com um mundo novo, com inverdades,
Sua estadia virou morada, e suas verdades em agressividades,
Pensei que eras diferente, alguém com mútuas qualidades,
Me fez acreditar até amar, e traiu com suas atrocidades.

Feriu minha alma, destruiu meus sonhos e partiu,
Não se importou, machucou  e sumiu,
Eu tinha sentimento e você intenções,
Eu abri as emoções e descobri as traições.
Eu amei de coração, você levou tudo, deixou só ilusões.