Minha Quimera.

Figura mística, tão enigmática,
Sua áurea fascina, extremamente simpática,
Sedentas paixões exalam de teu olhar,
Fácil de se nota, impossível não se aprisionar.
Como tempestades em alto mar, sinto teu coração,
Inquieto demais para se fixar, sem lugar para a decepção.
Estar tão perto e tão distante, sentimentos em turbilhão.
Onde o querer, não é opção, e sim escravo da razão.

Teu olhar mais profundo que a imensidão do mar,
Tuas palavras serenas são de enfeitiçar,
Me perco em teu riso sedutor, sinto-me a congelar,
Perco o folego, o sentido, faz meu mundo girar,
E até onde existe limites em realidade e fantasiar.

Posso parecer ingenuamente perplexa,
Verdades opostas, de vidas complexas,
Perdida em sentimentos, não julgando os riscos.
Guardo com cautela os momentos e os rabiscos,
De uma linda estória onde posso chama-lo.
De minha quimera.

Anúncios

Proibido.

O proibido é o mais atraente,
Se torna um contentamento desconte,
Descobri quando olhei em teus olhos a primeira vez.
Tão lindos como uma tarde de verão.

Seria o calor do encontro, tão marcante?
Ou seria teu sorriso tão envolvente.
Sua voz radiante, que me perdi em ti.
Cada instante e infinitos detalhes a remediar.

Talvez uma peça sem graça do destino?
Pessoas certas em momentos errôneos demais para notar.
Mas o arriscado é não tentar, segurar a onda e não se apaixonar.
Contigo viro uma eterna criança esqueço tudo, ate de me controlar.
Teu jeito faceiro, conversa malandra tão doce impossível evitar.

Me perco no turbilhão pulsante do coração, e como disfarçar.
Mas a realidade é dura, talvez cruel para se explicar.
Sinto, os sentimentos são difíceis de se mandar.
Você é como um por do sol difícil de não amar.
Não se pode iludir, mas irei aproveitar até o sonho durar.

Menina mulher.

Atrevida menina, só quer a vida aproveitar,
De um jeito alegre difícil de se imitar,
Mulher- moleca, ou seria moleca – mulher,
Enamorada da vida, sabe seus desejos esconder.

Aprendeu seu medos enfrentar,
Lagrimas são inevitáveis, para a alma libertar.
Seu riso gostoso, complicado evitar, imagina imitar.
Seu lado jovial sempre espeta pronta para brincar.

Seus amores, tantos amores queria eu poder contar,
Ama das flores aos pássaros, tudo entre o sol e o luar,
Como um enigma é trabalhoso decifrar.
Sua beleza se traduz em tudo que deixa escapar ao ar.

Sua vitalidade expressa sua personalidade.
Tão perto da realidade e distante da sanidade.
Chego a duvidar de sua sobriedade julgando sua maturidade.
Seu jeito faceiro marcado por sua ingênua sensualidade.

Evoluindo.

Precipitações são previsões de futuras lamentações,
No rosto a maquiagem borrada, e coração sem reações
Longa foi a trajetória ate aqui, difíceis decisões.
O custo da maturidade, são feridas profundas das decepções.

Que se exploda o mundo e suas regras,
E a parte mais obscura acontece quando a plateia está vazia,
Querer de todo custo ser grande para desvendar os mistérios da vida,
E o universo desmorona quando vemos que tudo era ilusões.

E há momentos que não sabe o que dói mais os pés ou coração.
Os pés cansados de andar por vãs razões,
O coração aflito querendo um cantinho para pousar.
A solidão talvez companhia, caloroso consolo a se pensar.

Encontro.

Teus olhos fintados no infinito,
Mais negro que as noites frias de outono.
Sinto teu toque preciso e silencioso,
No ar apenas o turbilhar de dois corações enamorados.

Estamos tão pertos mas distantes de realidades,
Teu perfume tão peculiar invadindo toda a imensidão,
Sinto o calor que invade meu ser por um abraço teu.
Indispensáveis são as palavras no encontro marcado de duas almas.

Tua hora vai chegar e terei que deixar partir,
São conflitos de sentimentos alegria ao chegar e choro ao sair,
Mesmo que o tempo se perca nunca vou esquecer,
O toque suave e delicado de suas mãos,
O gosto do beijo marcado por chama e amor.

Dos enlaces da vida fico com nossos melhores momentos,
Não a brechas quando é vivo e sincero mas sobretudo real,
Enquanto pulsar meu coração viveras.
E por toda a eternidade nosso amor persistiras.

Milhas.

Vaguei por tantas milhas,
Meu corpo por tantas estradas,
Mas por mais que eu me distanciava,
Meus pensamentos só o procurava,
Em cada esquina, em cada rosto.

É tão confuso e só preciso te esquecer,
Os olhos perdidos na noite vendo mais um amanhecer,
Milagres acontecem e basta apenas um recomeço,
Me olho no espelho o que vejo, já não me reconheço

Me afasto de um sentimento perdido,
Tenho que reformular a vida contida,
Existia planos eu e você, e o que me restou?
Posso juntar os cacos, e cuidar do que sobrou.
O universo conspira para o positivo,
Só tenho que ajeitar minha bússola e seguir,
Apagar todas as lembranças, antes de me consumir,
E se há uma felicidade após o horizonte não posso desistir.

Apenas me beije.

São tantas incertezas, que amedronta, e nos faz recuar na vida,
Tento te entender, desapareço, desejando apenas ser lembrada,
Se calo é para não conflitar os pensamentos e nós magoar,
Os pensamentos loucamente me sufocam até perder o ar.

O desejo latente, é que  segure forte minhas mãos,
A vida é uma roda gigante que não para, lotada de emoções,
Digo que você desiste fácil, seus medos sua fraqueza,
Posso sempre estar aqui, mas retornar é ir contra seus fantasmas,

Curta é vida e as  oportunidades únicas,
Então apenas me cale da forma mais afável do universo.
Me beije como se não fosse ter fim,
E permita transbordar o que sua alma nunca deixou de dizer.